Sorte

“Mais audácia, mais trabalho, mais perseverança. Isto se chama sorte.”
Li esta frase há alguns anos no escritório do diretor de uma empresa e não esqueci mais. 
A sorte é um tema polêmico, por que, afinal, o que é sorte? É ter uma estrela que brilha mais que as outras? É ser bem nascido? É estar no lugar certo no momento certo? São tantas as definições para esta bem aventurança que todos procuram. 
Se pensarmos a sorte sob o ponto de vista da frase inicial, sorte é a capacidade de plantar para depois colher. 
Uma pessoa conhecida que iniciou um negócio próprio disse ter tido muita sorte já fechando bons contratos no início das atividades da empresa. A pessoa com quem conversava discordou e disse que aquilo não era sorte, o que havia acontecido é que ele estava colhendo os frutos de um trabalho que vinha desenvolvendo há anos.  Ou seja, a sua experiência, a sua perseverança e a audácia de iniciar uma empresa própria eram a sua sorte, não um mero acaso. 
É preciso ser audacioso, trabalhar muito e não desistir nunca para que o sucesso bata a nossa porta. E este sucesso não é necessariamente o das celebridades, um grandioso sucesso, mas é aquele sucesso (pode ser apenas um pequeno sucesso), mas aquele que cada um de nós almeja para si. 
Conheço uma senhora bem sucedida como comerciante que tem suas origens muito humildes. Nasceu no interior, onde naquela época o ônibus só passava uma vez por semana. Morava numa casa muito simples, em que nem as janelas tinham vidro. Ela diz que o seu sonho de criança era morar numa casa que tivesse vidro nas janelas onde ela pudesse olhar para fora quando chovesse. Maiorzinha, já na adolescência, sonhava em pegar aquele ônibus e ir embora dali. Hoje sua casa é bem mais do que uma casa com vidros nas janelas. Já há muitos anos não mora mais naquele lugarejo. Sua vida mudou muito. Seu sonho se realizou e, mais que isto, superou seu desejo de criança. Será que foi sorte que ela teve? Ela mesma conta as histórias da sua trajetórias e da sua luta que não foi pequena. Sua batalha foi grande e se hoje ela usufrui um conforto que muita gente diz que é sorte, certamente há muito trabalho, muita dedicação, muita perseverança por trás disto tudo. Não caiu do céu. Não cai do céu para ninguém.
Há quem tenha a sorte de ganhar um grande prêmio na loteria ou coisa parecida, mas mesmo assim houve um movimento ativo por parte do ganhador no momento em que acreditou que poderia ganhar e apostou seus números. Até nesta situação a sorte não veio sozinha, precisou ser buscada.
O tempo urge e passa rápido demais.
A sorte está lançada, vamos em busca dela com muita audácia, trabalho e perseverança.

Mª Gislaine De Bastiani